terça-feira, abril 29, 2008

Bato com a porta...


Bato, bato a porta,
Bato com a porta,
Bato na porta,
Não sei...
Mas está fechada.
Bato, bato a maldita porta
Fecho-a como quem a fecha para a vida.

Muitas vezes a abri,
Muitas vezes ficou aberta para ti.
Muitas vezes não entraste
Muitas vezes desconsideraste
Pela tristeza que trago
Pelo frio na espinha
Por aquele cisco no olho
Pelo nó na garganta
É por isso exactamente
É bem por isso
Que bato, bato com a porta.

CA

10 comentários:

  1. Querida amiga...

    Sei que ainda é cedo,
    mas venho pé ante pé, devagarinho,
    aconchegar-te os cobertores
    e dar-te um beijinho...

    Sentis-te?



    Gostei muito do teu poema, muitas vezes temos de vontade de bater com a porta...

    Beijocas doces.

    ResponderEliminar
  2. Tocc toc toccc...
    Venho devagarinho bater à tua porta, mas quando chego sinto o seu ceder.. Sei que está sempre entreaberta para eu poder entrar... E a almofada continua no cantinho para eu me sentar..

    Beijinho muito grande e força

    ResponderEliminar
  3. Está forte, hein Tichinho? Gostei!!

    Cá ando eu a recolher as novas por cá que têm sido as melhores.

    Continuação de bom trabalho, com Bjs., muitos!

    ResponderEliminar
  4. Cheguei à tua porta
    Ouvi barulhos
    Pancadas...
    Está fechada!
    Chamo-te
    Grito por ti
    Tu não me vês...
    não me ouves...
    Fechaste a porta.
    Espero-te
    Aqui do lado de fora
    Tu nunca mais vens...
    Quando me ouves?
    Escuta-me
    Estou para cá das pancadas
    Deixa-me entrar...
    Abre-me a porta!

    (Tu já sabes, destes eu gosto sempre!
    ...
    Não te esqueças, sempre que fechares uma porta, abre uma outra, deixa quem te espera entrar...)

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. interessante poema.
    nostálgico.

    ResponderEliminar
  6. Ha dias assim em que so nos apetece bater com a porta,tenho tantos desses dias!

    Mas...

    Após bater com a porto, debrusso-me na janela a absorver a paisagem... recomforta!

    Experiementa, quando estás assim que não podes com ninguém, nem contigo mesma, olhares parao mundo com um olhar de esperança.. resulta, é um treino, algo que se tornará um habito e que te levará sempre por caminhos melhores.

    Tenho aprendido a dar os passosassim, porque como se sabe nem tudo são rosas (ai que frase tãobanalzeca.. mas tem o seu sentido..)

    Um grande beijo menina!
    Gosto muito de ti..
    E vá.. bate lá com a porta mas nao te entales!!!

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  8. Ás vezes é preciso bater com a porta. Assim aprendemos a quem a devemos abrir e a quem a podemos fechar.

    Beijinhos (novamente com a Netty aos meus pés. Será que ela me adoptou como mãe?)

    ResponderEliminar
  9. duvido que as feches...a indiferenca e algo abominavel...
    ...ja te conheco ha um tempinho e se as palavras dizem algo sobre ti...dizem que queres mimo neste momento...ok..venho devolver as belas palavras que me deixaste...nos ultimos dois posts...com algumas alteracoes...

    ...pequena no tamanho...gigante no querer...es potencialmente amiga gigante...es possessiva...ok toma a minha amizade e carinho...dou-me por inteiro...agora amachuca...estica...faz-me de assento...ups ia a dizer para puxares os cabelos...hehehhe...leva-me ao cinema a ver filmes de construcao civil...que horror...agora mostra-me o teu melhor...aquele que desconheco...aquele que escondes entre as almofadas dos sonhos...oi oi...nao me metas na tabua de engomar...basta sacudires um pouco...volto ao normal...nao sou um boneco ouviste?nao cabo na tua prateleira de memorias...essa esta cheia de po...quero algo brihante e limpo...onde te possas ver ao espelho...vem ca ...abre a porta se faz favor...acho que e o carteiro...traz boas novas...acabaste de ser agraciada pela amizade pura...parabens!!!o momento e de escancarar portas ....estender passadeiras aos convidados...oferecer entradas gratuitas...dancar o vira comigo...se nao sabes..aprendes...nao me pises os calcantes...es pequenina mas doi...e nao tenhas pena de nao seres mais alta...pois quando dancares estaras a altura do meu peito onde o calor emana sem parar...vem vamos dancar...abre a porta ...esta ai a chegar uma multidao de gente!!!a special one friend!!!ve la se te lembras que hoje chego...mais cedo!!!

    ResponderEliminar
  10. Oh!...
    Agora que eu vinha dar-te um beijinho é que tu bates com a porta...
    Ah, já sei. Vou entrar pela janela.

    A minha está sempre aberta, podes entrar e descansar lá um bocadinho, mesmo que eu não esteja, pois tenho andado um cadito por fora e vou sair outra vez... (fazer um teste)...

    Gostei do poema... mas parece-me que algo se passa... mas olha que te quero bem dispostinha!

    Bijinho grande

    ResponderEliminar

Recebo as vossas palavras de coração...