terça-feira, novembro 11, 2014

Vilarinho das Furnas


Vilarinho das Funas... Foi lá onde nasci, cresci e casei. Foi lá que nasceram os meus quatro filhos: três homens e uma mulher. Eles para ajudarem no campo, com os animais. Ela, para me ajudar em casa. Foi ali também que eu me apaixonei pela primeira vez...

Tinha 30 anos. Era Agosto e estava muito calor. Os dias seguiam iguais, com as tarefas de casa, a roupa, a comida dos animais, a ordenha das cabras e ovelhas, as crianças que ainda eram pequenas, principalmente a Lúcia, que ainda não era mais que um bebe de colo. Os dias passavam rapido, muito rapido. Mas aquele Agosto foi diferente. Era dia 15, dia da Assunção de Nossa Senhora, dia de festa e procissão na aldeia. As casas estavam enfeitadas, as mesas cheias de comida, as crianças brincavam pelas ruas e nós preparavamo-nos para ir para a Igreja com a melhor roupa.

As ruas enchiam-se de pessoas das aldeias vizinhas que vinham a Vilarinho. O padre colocava as novas vestes que chegavam de Braga... As velas acendiam-se e os instrumentos já anunciam o inicio da celebração. Passei os olhos de uma ponta a outra para ver o movimento... e foi aí que nossos olhos se cruzaram, foi aí que o vi, foi aí que logo tudo aconteceu.

 

(continua...)

2 comentários:

  1. :)

    saudades!

    estou a aguardar a continuação.

    bj
    marta

    ResponderEliminar

Recebo as vossas palavras de coração...